Links do Ocioso, agregador de conteúdo

sábado, novembro 29, 2008

[ADOÇÃO] Porque somos gatos...

Eles são pequenos e afetuosos e têm uma história longa com os humanos, os gatos domésticos. São caçadores natos com características específicas: olhos dirigidos para frente, sentidos aguçados e andar silencioso, além de um corpo flexível e garras e dentes afiados; qualidades que seduziram-nos naturalmente.
Faz tempo que eles coabitam o lar dos humanos. A domesticação do gato se deu por volta de
3 mil a.C. nos grandes campos de cultivo do império do Egito antigo, período em que o homem começou a armazenar sua colheita. Tinham serventia no controle à população de ratos que arruinava boa parte dos grãos. Devido à sua efetividade no combate à esses pequenos roedores, continuaram, no decorrer dos tempos, a serem utilizados pelos gregos e romanos.
O relacionamento entre ambos ficou conturbado por volta do séc. XIII, quando os felinos, associados aos cultos pagãos e à feitiçaria na Europa foram sacrificados aos montes, sendo taxados como "animais do inferno". Somente 500 anos depois, os gatos recuperaram seu prestígio, servindo inclusive de inspiração para poetas, pintores e escritores.
Nos dias atuais, o apego entre a população e os gatos é explicada por três fatores:
a) Simbolizam a beleza e a sedução;
b) Personificam valores como independência, personalidade e naturalidade;
c) Casam com o estilo de vida moderno: as pessoas têm pouco espaço e tempo, o que faz do gato uma companhia perfeita devido ao seu tamanho diminuto, autonomia e limpeza.
Um famoso personagem das tiras de desenho que é a identidade viva dessas características atuais do animal é Garfield. Em cada uma das suas aparições nos jornais havia uma ironia direta às pessoas que transformam os animais de estimação em "donos da casa". Para ser ainda mais contundente, o gato anda em duas patas e enfrenta problemas humanos (dieta, tédio, aversão às segundas-feiras etc). Confira abaixo um trecho do filme "Garfield 2 - Sua Majestade Está de Volta" (80 min - EUA, 2.006).


Se você quer uma companhia com algumas das características positivas citadas, afastando, é claro, qualquer possibilidade de se ter um Garfield em casa, temos muitos gatos, jovens e adultos, todos castrados, vermifugados e vacinados aguardando pela sua simpática companhia.

Fontes:http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/1843/SAGF-6Y9K4T/1/disserta__o_silvia_dias.pdf; http://pt.wikipedia.org/wiki/Garfield
Vídeo: "Garfiel 2 - Sua Majestade Está de Volta" (80 min - EUA, 2.006)